quarta-feira, 15 de outubro de 2008

CANÇÃO TÃO SIMPLES


Quem poderá domar os cavalos do vento
quem poderá domar este tropel
do pensamento
à flor da pele?

Quem poderá calar a voz do sino triste
que diz por dentro do que não se diz
a fúria em riste
do meu país?

Quem poderá proibir estas letras de chuva
que gota a gota escrevem nas vidraças
pátria viúva
a dor que passa?

Quem poderá prender os dedos farpas
que dentro da canção fazem das brisas
as armas harpas
que são precisas?


Manuel Alegre

Imagem da net

17 comentários:

  1. Quem poderá resistir a palavras tão bem ditas?
    Obrigado minha amiga por trazeres um texto que me lembra sempre Adriano.
    Beijinhos ternos

    ResponderEliminar
  2. As magníficas palavras eternas de Manuel Alegre.
    Ninguém domará os seus cavalos do vento, nem prenderá jamais os seus dedos que são harpas.
    um beijo, Maripa.

    ResponderEliminar
  3. Manuel Alegre na poesia é soberbo!

    Beijinho de Outono com cores de Maio*:)

    ResponderEliminar
  4. Que se possa ouvir a voz do bom coração, que se possa dizer palavras do bem, que se possa sentir o amor e ouvir a canção do aconchego.

    lindo seja seu dia minhamada flor
    beijos carinhosos

    ResponderEliminar
  5. Este poema é inesquecível.
    Não gosto de toda a poesia do MA, mas, neste caso, há muitos anos que já lhe tirei o (meu) chapéu.
    Bela escolha cara amiga.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. *
    com as mãos
    se faz a paz
    se faz a guerra
    ,
    a mim ninguem me cala . . .
    ,
    manel do vento que passa,
    ,
    obrigado pelo teu post,
    ,
    brisas de fim de tarde, deixo,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  7. Esta é a hora em que posso vir aqui e...ouvir. Apenas isto...ou talvez não.

    boa noite e bons sonhos

    ResponderEliminar
  8. Manuel Alegre...concerteza!
    ...E desde "Praça da canção"!

    ResponderEliminar
  9. quem poderá calar a ânsia de liberdade?
    belas palavras de Manuel Alegra
    beijos amigos

    ResponderEliminar
  10. Claro, só podia ser Manuel Alegre...

    Doce beijo

    ResponderEliminar
  11. Só cada um de nós pode mudar
    tem de sair bem dentro de nós
    beijos

    ResponderEliminar
  12. ...bonito!!!
    Minha amiga é sempre um prazer vir visita-la...

    Beijos de luz e o meu especial carinho!!!

    ResponderEliminar
  13. Obrigado por partilhar estas palavras do grande Manuel Alegre. Um beijo com carinho

    ResponderEliminar
  14. Muito lindo, amei.

    Perdoe-me mas nunca li nada de Manuel Alegre.

    Só Posso agradecer por esse prazer.

    beijos

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.