terça-feira, 25 de novembro de 2008

DENTRO DE MIM UM CAMPO DE GIRASSÓIS


Vou aprender a pintar um girassol
dentro de mim...

Não quero ficar de mãos paradas
- olhando a chuva cair -
só porque se me acabaram as palavras.

Cada pétala, um cântico breve,
uma gota de luz,
uma gota de cor,
uma gota de vida
à espera do sol do meio-dia
no céu, em azul, a abrir...

Vou aprender a pintar um campo de girassóis
dentro de mim...

Maripa

Imagem da net

25 comentários:

  1. Maripa

    Há um mar de girassóis
    desabrochando em amarelo
    campo de luz...

    Tenho seguido o seu blog e remeto um desafio de: http://novapangeia.blogspot.com

    Um beijinho,

    Isabel Branco

    ResponderEliminar
  2. Não precisas aprender, Maripa. Há muito que o sabes. Mas gostei tanto do poema !
    Um beijo com amizade.

    ResponderEliminar
  3. Acho que tens luz mais do que sufeciente para pintar um mar de gisassóis...


    Doce beijo

    ResponderEliminar
  4. Minha flor querida
    a luz que emana de você me faz crer que o girassol aí vive...

    lindo dia querida flor

    ResponderEliminar
  5. Isto é só o começo...e a música a inspirar-te.

    beijos em terça de Sol fraco

    ResponderEliminar
  6. *
    gira, gira, girassol,
    grande flor, vista bela,
    claude monet, em tela . . .
    ,
    conchinhas
    ,
    *

    ResponderEliminar
  7. Olá querida e doce Maripa!

    Que lindo... fiquei sem palavras... para falar sobre estas palavras tuas... =) Eu gosto muito de girassóis não só pela sua beleza como pela sua imponência.

    Deixo-te luzinhas douradas sobre o teu coração!

    Beijinhos de Amor e Luz!

    ResponderEliminar
  8. E...eu estarei no campo...a vê-los brotar...com a magia da tua pena.

    Beijinho doce.

    ResponderEliminar
  9. menina

    tu já tens os girassois dentro de ti e dentro das palavras que nos ofereces.

    tanta ternura e tanta beleza.

    beij

    ResponderEliminar
  10. O poema é excelente.
    Por detrás da aparência simples das tuas palavras há um mundo muito complexo...
    Por exemplo... nunca saberemos pintar um girassol dentro de nós porque isso é uma utopia, já que corresponde à felicidade suprema e permanente. Por isso, temos que aprender sempre a pintar, e reaprender, e tentar de novo, porque de vez em quando a chuva vem... e temos que fazer face aos problemas com uma aprendizagem acrescida...
    Mas há outros aspectos a considerar no teu poema...
    Resumindo, fizeste um poema riquíssimo no conteúdo através de uma forma belíssima. Parabéns.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. E quando eu voltar quero ver esse campo resplandescente de cores.
    Que saudades...
    Já faltam poucos dias.
    Beijinhos Maripa

    ResponderEliminar
  12. Gira o sol, gira a vida, gira a cor e a luz também. E que este campo se transborde para dentro de nós .. cede-nos um dos teus girassóis?

    ResponderEliminar
  13. Boa noite amiga Maripa, que encheu o mar de girassóís.

    ResponderEliminar
  14. Gostei do seu poema.

    Afinal todos andamos à procura do sol, da luz!

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  15. ai amiga...se conseguires ensinas-me?
    tão lindo o teu poema!
    beijos

    ResponderEliminar
  16. Sou palavra perdida no silêncio
    Gerada no ventre do Mar
    Grinalda de perdidos sonhos
    O passado do verbo amar

    Amei!
    Voar na chegada de cada Primavera
    Pintar de luz as cores do verão
    Pisei o tapete das folhas de Outono
    Acendi em cada inverno uma fogueira de paixão


    Convido-te ao encontro com o meu “Eu”

    Bom fim de semana


    Mágico beijo

    ResponderEliminar
  17. tenha um belo final de semana.
    Parabens pelo blog, muito bom.
    Maurizio

    ResponderEliminar
  18. Pois que lindo! Que linda atitude perante a vida... Eu que vivo aprendendo a pintar minhas asas, vou tentar pintar girassóis amarelos em meu peito e assim trazer para mim a luz do sol irradiando vida!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  19. O cântico dos cânticos!...

    :)beijinho*

    ResponderEliminar
  20. Muitos beijos de luz pra minha flor querida...

    ResponderEliminar
  21. pois eu sempre que cá venho vejo girassóis e palavras a nascer
    e reparo que é de dentro de ti

    um beijo

    ResponderEliminar
  22. Como é belo esse quadro.

    Sorte daquele que souber desenhar um girassol dentro de si.

    http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  23. Maravilha de girassol pintado com as tuas palavras....Jhs muitos
    Eu vou tal uma abelhinha pousar neles.
    O Mar e eu
    Tu e o Mar

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.