terça-feira, 16 de dezembro de 2008

NÃO IMPORTA




Dentro dos teus olhos navego mar adentro...

Não importa
o tempo sem tempo da espera.
O tempo do derramar
flores para ondear nas águas.

Não importa.

Pétalas hão-de cair dos mastros
da caravela onde hei-de dormir
o sono-sonho despido de mágoas.

Importa sim
que mar adentro,
dentro dos teus olhos,
afogue os meus num sonho branco.

Sono-sonho, isento de pecado,
mar de devaneios inocentes
onde mergulhe
e floresça em espuma.
Sono-sonho,
praia bordada de amores-perfeitos
onde a maresia me perfuma.

Maripa

Imagem de Vladimir Kush

18 comentários:

  1. Quem não gostaria de "sonhar um sono" numa caravela assim?
    Quando a achares, diz aonde está.

    boa noite Maria.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. (...)Importa sim
    que mar adentro,
    dentro dos teus olhos,
    afogue os meus num sonho branco.


    Mas Maripa essa inspiração está em Alta!!!Lindo este teu poema! Basta ter vheirinho de maresia tbm...
    Jinhos muitos
    Eu e o Mar
    Tu e o Mar

    ResponderEliminar
  4. Tão longe deste teu (e também meu) mar. Naveguei à bolina, colhi os melhores ventos e aportei nesta tua praia encantada onde a areia são versos e as brisas são melodias. Continuas muito linda no que escreves.
    Obrigado
    Beijinhos
    Ricardo

    ResponderEliminar
  5. Um belíssimo poema cara amiga, muito perfeito no bordado...
    Gostei imenso, as tuas palavras são límpidas e cristalinas como a água pura. Parabéns.
    Bom Natal, beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. que o sonho te banhe nessas doces aguas do mar
    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. O que importa é saber bem voltar aqui...

    :)Beijinho*

    ResponderEliminar
  8. Aqui me tens defronte ao teu sonhho-mar-sono... para te deixar beijos soprados na maresia!

    Bom dia Maripa e bons natais de sonhos perfumados!



    Abraço aberto ao teu

    BIA

    ResponderEliminar
  9. o mar, sempre!

    um belo poema aliado a uma bela imagem.

    parabéns!

    beij

    ResponderEliminar
  10. desenhei-te um barco, para partirmos juntos. cobri a embarcação de pétalas coloridas e cheirosas para tecermos as velas que o vento soprará. vem! sobe os degraus! não receies! o vento que nos leva um dia vai trazer-nos de volta ao mesmo porto. basta que um de nós queira regressar.

    um beijo, maripa

    ResponderEliminar
  11. lindo este bordado de palavras
    beijos doces

    ResponderEliminar
  12. *
    o que poderá fazer,
    a minha barca bela,
    perante esta caravela,
    de rara beleza,
    ,
    conchinhas floridas, envio,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  13. Maripa

    Nas palavras suas, sempre tão belas.

    Extasiado e feliz!

    Um beijo

    ResponderEliminar
  14. Querida Maripa
    Como eu gosto de Kush!
    Que esse perfume de amores-perfeitos que chegam com a ressurreição nos toque a todos...
    E igo ressurreição porque foi nese tempo que 5 de côr vermelha cresceram em 3 dias vindos do nada num vaso onde os tinha salvo da chuva que caíra, num local sem cuidados!
    percebi que o AMOR era então MAIS QUE PERFEITO!...e me fora dado!

    Feliz Natal
    Tem lá uma prendinha para si.

    Mariz

    ResponderEliminar
  15. Cheguei aqui através do 'bicharocos'

    este teu poema, emocionou-me, este particularmente.
    Obrigado

    beijinho

    ResponderEliminar
  16. ___________________________________

    Doce e talentosa poetisa... Seus poemas são gotas de mel em nossos corações!

    Beijos de luz e um FELIZ NATAL!

    __________________________________

    ResponderEliminar
  17. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.