quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

SÃO BORBOLETAS


São borboletas. Apenas borboletas
num ritual de dança pagã
a enfeitiçar flores.

São laços de cores,
brisas transparentes.

Pedaços de arco-íris
a chamar a Primavera.

Borboletas. Apenas borboletas
- asas de poema -
a bailar em dias quentes.

Maripa

Imagem de Dmitry Kustanovich

24 comentários:

  1. São apenas borboletas e são lindas e a música também. Já estive aqui hoje mas não vi este post. Acho que estou pior do que imagino.

    Seguiu mail. beijos e boa noite Maria.

    ResponderEliminar
  2. Olá querida Maripa, belíssimo poema... Chegou aqui o cheirinho a Primavera, a constratar, com o cheiro a neve que temos neste Outuno Invernoso... Boa Noite Amiga, beijinhos de carinho e ternura,
    Fernandinha

    ResponderEliminar
  3. Mesmo sendo inverno elas sempre aparecem como que anunciar uma constante primavera.
    É na simplicidade que o poema nasce e toca o coração, como o duma criança

    Parabéns Maripa
    Esse seu olhar é sempre puro. Penso que é aí que nos reconhecemos.
    Abraço meu
    MAriz

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. Nas asas duma borboleta
    voa o azul na primavera dum poema.
    Lindo...

    ResponderEliminar
  6. Olá minha querida Maripa, guerreira de Luz!

    Para mim, as borboletas são os seres mais próximos das fadas... Simplesmente ADORO-AS. E sabes uma coisa engraçada, querida Maripa, elas devem sentir essa minha vibração, porque quando ando a passear pela natureza, algo que me faz renascer, elas andam à minha volta, pousam bem, mas mesmo bem perto de mim e até me deixam tirar fotografias sem antes voarem para outra flor. Até consigo aperceber-me dos seus olhinhos e sorriso... são momentos muito especiais que passo junto destas minhas amigas.

    A imagem é simplesmente fantástica e as tuas palavras... deixam-me sem palavras...

    Beijinhos de Amor e Luz!

    Gosto muito de ti.

    ResponderEliminar
  7. Querida, queria escrever-te para te dizer algo, mas não consigo aceder ao teu endereço... poderás tu entrar em contacto comigo?

    Obrigada.

    Beijinhos de Amor e Luz!

    ResponderEliminar
  8. Adoro borboletas, são incríveis e trazem sempre uma mensagem, precisamos é de estar receptivos a essas mensagens.
    beijinhos :)

    ResponderEliminar
  9. E eu quero ser borboleta no teu poema...para voar nas suas asas,...em dias quentes!
    Jinhos muitos
    Eu eo Mar
    Tu e o Mar

    ResponderEliminar
  10. A beleza da palavra a esvoaçar em forma de borboleta...


    Doce beijo

    ResponderEliminar
  11. *
    borboletas
    são sais de maresias,
    requebros das ondas,
    escritas por ti,
    ,
    conchinhas voantes, deixo,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  12. O conceito do belo, na simplicidade de um esvoaçar liberto de amarras, e um poema que se lê e relê, com um sorriso nos lábios.

    Leve e inocentemente belo.

    Gostei muito.

    Um bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  13. Recebi mail, sim e está tudo sob controle.

    Boa noite Maria

    ResponderEliminar
  14. Maravilhosas borboletas.

    Nesta época natalicia, desejo um Feliz Natal recheado de momentos bons e e inesqueciveis na companhia dos que mais ama. Que a alegria e a esperança s espalhe e se concretizem no coração de cada um de nós.

    http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  15. A música que tenho lá, lembra-me de ti.

    beijos em sábado sem Sol.

    ResponderEliminar
  16. _________________________________


    ...e as suas palavras dançaram como leves e coloridas borboletas!

    Não me canso de admirar o seu trabalho, minha amiga...


    Beijos de luz e um final de semana FELIZ!!!


    ___________________________________

    ResponderEliminar
  17. Mas borboletas não são apenas borboletas, são lagartinhas que metamorfosearam e festejam suas cores! Lindo poema! Beijos!

    ResponderEliminar
  18. Lindo e cheio de esperança...

    Beijinho e um esvoaçar lento de carinho.

    ResponderEliminar
  19. Maravilhosas borboleta e inspiração!

    ResponderEliminar
  20. Dizem que o amor acontece no virar borboletas... na iminente transição entre o nada e o possível.

    Vim te conhecer de outros blogs e gostei daqui.

    Bjs moça,






    Novo Dogma:
    saCro...


    dogMas...
    dos atos, fatos e mitos...

    http://do-gmas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  21. que bonito, maripa!
    a primavera que tanta falta anda a fazer-me e ainda falta o inverno!
    um beijo
    luísa

    ResponderEliminar
  22. Amo as borboletas em seu vôo de liberdade e rara beleza.
    Lindo poema minha querida flor.

    Que seu dia seja de paz e leves vôos.

    beijos

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.