segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

PORQUE HOJE É DIA DE EUGÉNIO DE ANDRADE

Eugénio de Andrade

19 de janeiro de 1923 - 13 de Junho de 2005

As palavras


São como cristal,
as palavras.
Algumas, um punhal,
um incêndio.
Outras,
orvalho apenas.
Secretas vêm, cheias de memória.
Inseguras navegam:


barcos ou beijos,
as águas estremecem.
Desamparadas, inocentes,
leves.


Tecidas são de luz
e são a noite.

E mesmo pálidas
verdes paraísos lembram ainda.


Quem as escuta? Quem
as recolhe, assim,
cruéis, desfeitas,
nas suas conchas puras?


8 comentários:

  1. São assim as palavras de Eugénio de Andrade. Um cristal, um incêndio, orvalho apenas. E imortais.
    Que bom foi voltar a ler este poema.
    Um beijo, Maripa.

    ResponderEliminar
  2. Salvé querida amiga
    EStá linda nesse estado sereno...como o mar em si e no exterior.
    Eugénio de Andrade...inesgotável poeta, sempre tão perto da mãe, onde ia buscar inspiração para os seus poemas.

    Deixo um gesto de PAX e desta, um desafio.

    Com um gesto amoroso
    Mariz

    ESPAVO!

    ResponderEliminar
  3. Querida Amiga:

    Nunca tinha dado por isso...vi que em recebido alguns prémios...como não sabia se gostava, nunca lhe ofereci um.
    Mas gostava muito que tivesse o meu Award "Sou Pó e Luz" que se encontra no final de todos os outros que recebi onde diz: Singularidades.
    Mas antes e como recebi há 3 dias o Blog Ouro, mais acima, e este deve ser dado a 7 mulheres - porque é um prémio feminino - traga-o também consigo. Pode ser?

    Beijos meus e grata por aceitar.

    Sempre...
    Mariz

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  5. QUERIDA MARIPA... LINDO O POEMA DE UM GRANDE POETA QUE EU ADORO... UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
    FERNANDINHA

    ResponderEliminar
  6. aqui fiquei, a ler a tua escolha para o dia de hoje.
    um dos "meus" poetas...
    hoje deixo apenas um beijo, maripa

    ResponderEliminar
  7. Sabias que é um dos meus poetas preferidos?
    Jinhos mil
    Eu e o Mar
    Tu e o Mar

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.