terça-feira, 13 de janeiro de 2009

UMA A UMA



Uma a uma
gotas do luar de Janeiro
caem no livro aberto
onde vivem penas, águas-fortes,
e risos, sombras de aguarelas.

O livro ainda só vai a meio...

Fecho os olhos.
Sonho borboletas a nascer
dentro das letras.

Sonho gotas de luar
- não de Janeiro mas de Agosto -
a encher uma lua só p'ra elas.

O livro espera...

Preciso de sonho no meu sonhar!



Maripa

Imagem de Kuschelirmel

18 comentários:

  1. E aos sonhos a eterna e justa espera... só a eles para acompanhar nossos desejos em vida.

    Bjs moça,







    Novo Dogma:
    bandEira...


    dogMas...
    dos atos, fatos e mitos...

    http://do-gmas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Espero ansiosamente pelo luar de Agosto.

    Desejo que tu não esperes tanto pelo "sonho no teu sonhar".

    boa noite Maripa

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  4. Lindíssimo versejar...

    Aqui é um imenso mar para o meu sonhar!

    Um dia repleto de dádivas para você!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. E o livro não se fecha, dele saem sonhos em forma de borboletas coloridas como a vida deve ser...

    lindos dias flor querida
    beijos

    ResponderEliminar
  6. Para que os sonhos se mantenham vivos, esse livro não convém ser acabado para já... mas sim o mais tarde possível.
    Belo poema, gostei imenso cara amiga.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  7. apetece-me castigar você forte e feio mas... nunca é tarde para ser o que deve ser-se!
    Sabe o que é hipocrisia?.... Claro que deve saber o significado da falsidade de um comentário postado num blog de comiseração. ESTÁ ERRADO, amiga. É um erro fazer de conta que não nos apetece dizer o que dizemos o que não nos apetece dizer!... Se voltar a ser hipócrita em seus comentários, você sentirá minhas palavras de reprovamento... e afonte de seus elogios também!

    Pelo barquinho de sua janela de apresentação, você parece ser fruto apetecível... para os "NET-PREDATORS". Mas, quanto a isso, não se preocupe eu sou o CAÇADOR de HIPÓCRITAS.

    Bem vinda à minha humilde sala de "troféus".

    ResponderEliminar
  8. Sempre, dia a dia as folhas brancas se vão enfeitando com o colorido com que escrevemos os nossos sonhos
    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. preciso de sonho no meu sonhar

    e eu preciso de sonhar o meu sonho

    feito nuvens a desfazerem-se em gotas de luar...

    beij

    ResponderEliminar
  10. Ao passar por aqui... senti uma paz interior...
    Gostei!

    Uma boa noite.
    Bjs

    ResponderEliminar
  11. Quando aqui chego vejo essas borboletas que se soltam das palavras.
    Cada poema teu é melhor que o anterior.
    Um beijo com amizade, Maripa.

    ResponderEliminar
  12. É a primeira vez que faço um comentário a um comentário...

    Devia ter feito muitos outros para agradecer tantas palavras gentis que me deixaram.Penetencio-me por isso.

    Mas aqui o caso é diferente. Eu vou pertencer a uma galeria de troféus!
    Ora, eu que nunca ganhei nenhum em 74 anos de vida, penso que devo sentir-me feliz...ainda mais pela razão que é apresentada: Hipocrisia.

    Obrigada,SENHOR CAÇADOR!

    Já agora uma pergunta: o que é um Blogue de comiseração?


    Espero que a sua sala se sinta bem...

    ResponderEliminar
  13. Querida amiga, este é um poema dos quais eu me pergunto: como não fui eu quem fez? É tudo p que sinto, é tudo o que gosto e percebo na natureza. Borboletas e palavras, sonhos e transformações! Adorei! Beijos!
    Lindo demais!

    *Adorei sua foto!

    ResponderEliminar
  14. *
    luar de janeiro
    meu amor primeiro
    diga quem souber
    no vira dás voltas
    as voltas revoltas
    de seres sempre mulher
    *
    VOLTEI . . .
    ,
    alentado me sinto
    com a tua visita,
    ,
    navego,
    no mar do contentamento,
    espumando sophia,
    entre o sal de pessoa
    e a fenda de redol . . .
    ,
    vagas de gratidão, deixo-te,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  15. Fermando Pessoa desta vez ficou com inveja de ter escrito isto!!

    ResponderEliminar
  16. como gostei de vaguear por este blog
    vou voltar
    xi
    maria de sao pedro

    ResponderEliminar
  17. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.