quarta-feira, 1 de abril de 2009

É ABAIXO DA LINHA D'ÁGUA


É abaixo da linha d'água
que lavo a máscara dos dias enviesados
e me refugio no lugar onde moram os sonhos.

O impulso para me esconder na minha concha
- ânsia ágil e veloz que me seduz -
contraria a leve intensidade dos meus gestos.

E é quando os raios de sol em eclipse
rompem o mar
e iluminam miríades de grãos de areia
[sementes de pérolas nacaradas]
que me deixo atravessar
por pensamentos onde há restos de luz.


Maripa

Imagem de V. Kush

27 comentários:

  1. Belo poema, onde "senti" o apelo do "entardecer", aos momentos de refúgio e sonho na nossa "concha".

    Bjs.

    Lisa

    ResponderEliminar
  2. Esconder-me numa concha, é meu desejo, para esperar o sol brilhar em mim...
    És poeta do coração.

    Linda flor querida,
    meu beijo de lindo dia

    ResponderEliminar
  3. Menina

    que poema tão belo e sereno.

    o mar sempre a fonte de inspiraçao desta menina sereia.

    um beij

    ResponderEliminar
  4. Salvé Maripa

    Conheço bem essa pérola e dos outras pinturas que me encantam também.
    Que poema tão marcante...então que espalhe sim, querida, esses tão brilhantes raios de Luz...o céu há-de apreciar.

    Deixo uma porção de aloés e mirra produtos que suavizaram as chagas de Cristo e ainda um frasquinho de essência de sândalo que coloco nas costas das tuas mãos, enquanto faço um sinal da cruz.
    Deixo um beijo de uma santa Páscoa
    Sempre..
    MAriz

    ResponderEliminar
  5. As conchas que a areia acarinha
    guardam, do mar, os segredos
    que este lhes conta à tardinha,
    e se escapam entre os meus dedos...

    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Não te escondas dentro da concha. As pérolas são para se ver.

    boa noite Maripa.

    ResponderEliminar
  7. Aqui é puro encanto!

    *

    Agradeço a visita...
    E as palavras deixadas...
    Mas acima de tudo agradeço o seu carinho!
    Um belo final de semana para você e para todas as pessoas que estão em seu coração!

    Um beijo carinhoso

    ResponderEliminar
  8. ________________________________


    Lindo...Há um que de especial em seus poemas, que me encantam!


    Beijos no coração...

    __________________________________

    ResponderEliminar
  9. A sua relação com o mar, com as pérolas e sua formação me encanta! Onde ouver um pouco de luz, ainda assim ela brilhará nas escuridão!
    Um beijo!

    ResponderEliminar
  10. Que nunca deixes de ser atravessada por pensamentos de luz. É deles que nascem os belos poemas que escreves.

    Um beijo, Maripa.

    ResponderEliminar
  11. Nunca te feches na concha
    só sonhando encontramos a luz
    beijos

    ResponderEliminar
  12. abaixo da linha de água

    que também sou aqui

    em deslumbre ou contemplação apenas

    um bom fim de semana

    um beijo meu

    ResponderEliminar
  13. muito belo seu blog, adorei!

    bjosss!!!

    ResponderEliminar
  14. Querida e Doce Maripa, que linda concha com a sua pérola brilhante!!
    Não se esconda linda amiga, mostre esse seu coração lindo a todos os seus amigos. Continue a sonhar, a ter pensamentos cheios de luz e a escrever lindamente como faz.
    Bom resto de domingo e boa semana com muito carinho, paz e alegria.
    Beijinhos carinhosos e abraço meiguinho.

    ResponderEliminar
  15. Como diz a mundo azuk; há um quê nos teus poemas que nos encantam... vibra-se na tua escrita e transportamo-nos para o espaço sideral, onde a luz vvie em profusão..beijinhos.

    ResponderEliminar
  16. " ...grãos de areia
    [sementes de pérolas nacaradas]"


    é muito bonito!

    Desejo-lhe uma boa quadra pascal.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  17. Apenas uma rosa
    Ela trazia na sua mão
    Ao longe senti o aroma
    Que o vento leve e suave trouxe.
    Podia então sentir teus passos
    Andando vagamente
    No silêncio escondido
    Para que eu não despertasse
    Daquele sonho envolvente.
    Senti então o barulho da porta
    Que abria lentamente
    Seu perfume dominava
    Entrava nos meus sonhos
    Invadia a minha alma.
    Meu quarto perfumado
    Era o aconchego, o
    Meu refúgio, o meu pensar.
    Espalhada na cama
    Envolvida nos lençóis vermelhos
    Elea chegava de mansinho
    Nem pedia licença,
    Já me enchia de carinho,
    Beijava-me inteiro,
    Deixava-me alucinado
    Envolvia-me nos seus desejos.
    Meus sonhos se foram
    Ali estava ela delirando
    Pelo meu amor.
    Suas mãos atrevidas ela deslizava
    Não temia os limites
    E eu ali sonhava e vivia
    Toda aquela magia
    Todo aquele momento
    De ternura e encanto.
    Ah! Que belo sonho...
    Eterno ele será
    O dia que você existir,
    Não precisa nem trazer a rosa
    Traga apenas o seu coração
    E sua alma cheia de amor
    Que eu cuidarei da sua vida
    E do seu amor.

    ResponderEliminar
  18. Maravilha de poema com o n/mar...levo-o comigo nesta manhã linda!
    Beijos
    Eu e o Mar
    Tu e o Mar

    ResponderEliminar
  19. roubei a foto (com o maior dos descaramentos:)para um poema meu que irei repetir a sua publicação no meu blog :)
    adorei o poema e vou voltar
    xi
    maria de são pedro

    ResponderEliminar
  20. *
    o mar me quer
    eu quero o mar
    quero lhe contar
    o que ele quiser,
    ,
    libertas conchas, deixo,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  21. ________________________________


    Passei para deixar um beijo e desejar uma semana muito feliz!


    _________________________________

    ResponderEliminar
  22. mágicos esses pensamenteo...abaixo da linha d'água
    beijos e boa semana

    ResponderEliminar
  23. Meu carinho nessa semana que começa,
    beijos flor querida

    ResponderEliminar
  24. *
    Saiba que é muito bom abrir minha
    página de recados e lá encontrar
    as suas palavras.
    Obrigada por seu carinho!
    Tenha uma excelente semana!
    Beijos
    *

    ResponderEliminar
  25. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.