sexta-feira, 10 de julho de 2009

SOSSEGA CORAÇÃO


Sossega coração! Não desesperes!
Talvez um dia, para além dos dias,
encontres o que queres porque o queres.
Então, livre de falsas nostalgias,
atingirás a perfeição dos seres.
Sossega, coração, contudo! Dorme!
O sossego não quer razão nem causa.
Quer só a noite plácida e enorme.
A grande, universal, solene pausa
antes que tudo em tudo se transforme.


Fernando Pessoa


Imagem - Escultura "Coração independente" de Joana Vasconcelos

25 comentários:

  1. QUERIDA MARIPA, BELO POEMA... ADOREI!!!
    VOTOS DE UM BELÍSSIMO FIM DE SEMANA...
    ABRAÇOS DE CARINHO,
    FERNANDINHA

    ResponderEliminar
  2. Olá Maripa

    Fernando Pessoa, um dos meus poetas de eleição.

    Parabéns pela escolha!
    É um dos poemas que adoro!
    Sinto-o!

    Bjs e bom fim de semana.

    Lisa

    ResponderEliminar
  3. ___________________________________

    Belíssimo poema de Fernando Pessoa!

    É um dos meus preferidos...Tudo aqui é bonito, transpira paz e bom gosto!

    Beijos no coração!

    ____________________________________

    ResponderEliminar
  4. Fernando Pessoa é perfeito... igual ao Mario Quintana... o sossego não quer razão nem causa... lindo isso.

    Abs meu caro e vim te convidar.










    Reuni 12 amigos e pedi a cada um uma palavra de inspiração. Disto surgiram 12 textos.

    A saga dos 12 textos já começou...

    Venha conferir no dogMas, diariamente, de 01 a 12 de julho em comemoração ao meu aniversário.


    dogMas...
    dos atos, fatos e mitos...

    http://do-gmas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. Adoro Pessoa...
    Que interessante escultura, bela.

    lindo dia flor querida
    beijos

    ResponderEliminar
  6. Querida e Doce Maripa, que grande coração...igual ao seu, que é lindo!
    Tranquilidade no coração é imprescindível para se viver sem angústias e preocupações excessivas..
    Obrigada por me tocar sempre no coração com as suas doces palavras, sempre que me dá a honra da sua presença no meu cantinho!
    Abracinho meiguinho de muita estima e admiração pela pessoa linda que é!
    Desejo-lhe um bom fim-de-semana com muito carinho, paz e alegria no coração.
    Beijinhos carinhosos.

    ResponderEliminar
  7. Olá Maripa!
    Sossegar o coração nunca é fácil... Não existe ninguém mais manhoso, sentido, incoerente... Mas quem sabe a poesia consiga... Linda do jeito que a faz, certamente conseguirá!
    Um beijo!

    ResponderEliminar
  8. venho sossegar-me aqui

    .m.a.r.i.p.a.

    no desassossego dos dias

    deixo-Lhe um beijo sempre amigo

    .u.m.a. .b.o.a. .s.e.m.a.n.a.

    [enviei para o email que consta do Seu perfil, um convite, para fazer parte da pequena grande esfera, que são os meus amigos, do meu novo blogue, aberto apenas a convidados.]

    ResponderEliminar
  9. muito belo, como ele consegue ser!

    as peças da joana vasconcelos são apaixonantes - adoro!

    beijos, maripa
    luísa

    ResponderEliminar
  10. A gente bem que o manda sossegar, mas ele...


    beijos em noite de segunda (quase terça) para ti

    ResponderEliminar
  11. Querida Maripa, estava mesmo a precisar de ler este poema. Meu coração anda tão instável...
    beijinhos*

    ResponderEliminar
  12. Não sei comentar Fernando Pessoa. Mas deixo-te um abraço com amizade e votos de que o teu coração esteja preenchido de paz.

    ResponderEliminar
  13. meu coração fica feliz quando minha flor querida me visita, obrigada minha doce, obrigada pelo carinho
    lindo dia
    beijos

    ResponderEliminar
  14. E aqui estou...linda a tua partilha, escultura/poema de F.P.

    Beijos mil
    Eu e o Mar
    Tu e o Mar

    ResponderEliminar
  15. um belo poema que nos sossega e inebria em simultâneo
    beijo

    ResponderEliminar
  16. Mas que a solene pausa venha o mais tarde possível... a morte tem tempo de chegar...
    Querida amiga, fizeste duas excelentes escolhas. A da foto e a do poema. Perfeitamente integrados, de resto.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  17. Estou aqui a ouvir o piano enquanto o outro não vem.

    boa noite Maripa

    ResponderEliminar
  18. Olá Maripa, Parece escrito para mim, Como o poeta sabia o que dizia! Eterno fernando passoa que nos leva e embala nos seus arroubos de poesia..
    Um beijinho a ti, sempre. laura.

    ResponderEliminar
  19. Seguiu mail, querida amiga.

    E Ernesto Cortazar continua por aqui...

    ResponderEliminar
  20. E eu continuo a dizer-lhe bem ao ouvido;

    Sossega coração, porque o que queres, venha de onde vier, chegará até ti, pelas mãos de quem merecer um coração como o teu...

    Beijinhos Maripa..laura,

    ResponderEliminar
  21. Olá, bela imagem... belo poema...Espectacular....
    Beijos

    ResponderEliminar
  22. *
    óptima escolha,
    num belo poste,
    ,
    Olhando o mar, sonho sem ter de quê.
    Nada no mar, salvo o ser mar, se vê.
    Mas de se nada ver quanto a alma sonha!
    De que me servem a verdade e a fé?
    ,
    in-Pessoa,
    ,
    pessoanas conchinhas, deixo,
    ,
    *

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.