sábado, 19 de setembro de 2009

PEQUENA ELEGIA CHAMADA DOMINGO

O domingo era uma coisa pequena.
Uma coisa tão pequena
que cabia inteirinha nos teus olhos.
Nas tuas mãos estavam os montes e os rios
e as nuvens.
Mas as rosas,
as rosas estavam na tua boca.

Hoje os montes e os rios
e as nuvens
não vêm nas tuas mãos.
(Se ao menos elas viessem
sem montes e sem nuvens
e sem rios...)
O domingo está apenas nos meus olhos
e é grande.
Os montes estão distantes e ocultam
os rios e as nuvens
e as rosas.

Eugénio de Andrade


10 comentários:

  1. Os domingos são imensos e não sei como será o de amanhã. Avizinha-se uma "grande tempestade". Mais uma.
    No Reino da Princesa.

    boa noite Maripa

    ResponderEliminar
  2. QUERIDA MARIPA, LINDAS ROSAS E POEMA... VOTOS DE UM LINDO DOMINGO... ABRAÇO-TE COM CARINHO,
    FERNANDINHA

    ResponderEliminar
  3. Querida e Linda Maripa,
    Que perfume suave e doce que sai dessas bonitas rosas...
    Um grande e feliz Domingo para si, com muito carinho, paz e alegria no seu coração doce.
    Beijinhos carinhosos e abraço meiguinho.

    ResponderEliminar
  4. Querida Maripa,

    lindo o poema, as rosas e as palavras que deixastes lá naquele lugar quase vazio..

    É bom estar de volta

    ResponderEliminar
  5. Olá Maripa

    Soberba escolha!

    Parabéns!

    Bjs.

    Lisa

    ResponderEliminar
  6. LInda mais esta tua partilha deaquele a quem chamo "o Meu Poeta"
    Jinhos mil
    O Mar e Eu
    Tu e o Mar

    ResponderEliminar
  7. fez-me sentir triste... ou eu já o estaria.
    beijo

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.