quinta-feira, 12 de novembro de 2009

CREIO NOS ANJOS





Creio nos anjos que andam pelo mundo,
Creio na Deusa com olhos de diamantes,
Creio em amores lunares com piano ao fundo,
Creio nas lendas, nas fadas,nos atlantes,

Creio num engenho que falta mais fecundo
De harmonizar as partes dissonantes,
Creio que tudo é eterno num segundo,
Creio num céu futuro que houve dantes,

Creio nos deuses de um astral mais puro,
Na flor humilde que se encosta ao muro,
Creio na carne que enfeitiça o além,

Creio no incrível, nas coisas assombrosas,
Na ocupação do mundo pelas rosas,
Creio que o Amor tem asas de ouro. Ámen.



Natália Correia

Imagem Nadya Kulagina


6 comentários:

  1. Olá Maripa

    Adorei este "credo" em soneto.

    "Creio que o Amor tem asas de ouro.Amén."

    Obrigada pela partilha.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  2. Excelente escolha, querida amiga.
    Pela autora e pelo poema.
    Obrigado pela partilha.
    Excelente resto de semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Querida Maripa, o amor pode ter asas de ouro..ou negras.

    Há recado na caixinha.

    beijos

    ResponderEliminar
  4. Esta postagem é uma combinação perfeita entre palavras e imagem, é doce o poema e é doce a foto. Tens um grande sentido de harmonia.

    E palavras tuas... para quando?

    Bjinhos e um sorriso

    ResponderEliminar
  5. . de Natália Correia a ascese da crença . perene num mundo que no entanto se efemerizou .

    . tertúlias de um momento mayor .

    . um momento dulc.íssimo .


    . grato, Maripa . muito .


    . um beijo amigo,,, .

    . um bom fim de semana .





    . paulo .

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.