sábado, 17 de setembro de 2016

ABANDONASTE AS PALAVRAS




Abandonaste as palavras
e elas esqueceram-se de ti.

Agora,
agora tens saudades, eu sei,
da sua voz ora quieta, ora impaciente
do seu sabor quer aveludado, quer ardente.

Palavras  com música  com cor  com perfume...
Enjeitaste-as porque te deixavam os olhos orvalhados
ou porque algumas te queimavam como lume?

Chama-as, tenta seduzi-las, leva-as contigo a ver o mar... 
Lembra com ficavam azuis de contentamento,
suaves e macias a respirarem maresias.

Abraça-as em plenitude no esplendor das ondas
...sem elas, as madrugadas estão cada vez mais frias.

Maripa 

 Imagens GOOGLE
e
Stefanov Alexander