sexta-feira, 7 de novembro de 2008

HOJE É DIA DE CECÍLIA





Cecília Meireles
1901 - 1964


Hoje é dia de Cecília é uma blogagem colectiva, iniciativa de Leonor Cordeiro do blog leonorcordeiro.blogspot.com.
Hoje, 7 de Novembro, seria o dia de aniversário da escritora e poetisa brasileira, nascida no Rio de Janeiro.

Nas suas obras estão bem patentes o amor, a eternidade, o tempo e a saudade numa associação entre o lirismo espontâneo e o pendor filosófico.

Canção

Pus o meu sonho num navio
e o navio em cima do mar;
depois abri o mar com as mãos
para o meu sonho naufragar.

Minhas mãos ainda estão molhadas
do azul das ondas entreabertas,
e a cor que escorre dos meus dedos
colora as areias desertas.

O vento vem vindo de longe,
a noite curva-se de frio;
debaixo da água vai morrendo,
meu sonho dentro de um navio...

Chorarei quanto for preciso,
para fazer que o mar cresça,
e o meu navio chegue ao fundo
e o meu sonho desapareça.

Depois tudo estará perfeito;
praia lisa,águas ordenadas,
meus olhos secos como pedras
e as minhas duas mãos quebradas.



Cecília Meireles

6 comentários:

  1. Reconheci Cecília pelo retrato a nanquim.

    "Chorarei quanto for preciso
    para fazer que o mar cresça




    boa noite, Maria

    ResponderEliminar
  2. *****

    Hoje não farei nada mais que navegar pelos lindos mares e deleitar-me com as homenagens prestadas à querida poetisa!
    Parabéns pelo lindo post! Um esplendor de escolha que tanto exprime a obra de Cecília Meireles!
    Grande abraço.

    *****

    ResponderEliminar
  3. Que delícia encontrar a sua linda postagem.
    OBRIGADA!
    OBRIGADA!
    Obrigada por ter participado dessa blogagem coletiva.
    Foi muito agradável a sua companhia. Vamos continuar distribuindo poesia pela blogosera!

    Com carinho e afeto,

    Leonor Cordeiro

    ResponderEliminar
  4. Maravilha de homenagem, postagem e o poema que escolheste da grande Cecília !!!
    Jinhos
    Eu e o Mar
    Tu e o Mar

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.