quarta-feira, 16 de fevereiro de 2022

NO INVERNO...

Imagem: Pinterest

No inverno ...


No inverno dos meus sentires

e quereres por cumprir

percorrem-me cores de outono

e licores de sol posto.

 

Sem se perturbarem

vagueiam em mim

dão-me asas

esquentam-me

e pintam -me

no rosto descorado

tatuagens de cor.

 

No inverno dos meus sentires

a chuva cai embriagada

e escorre

como se fossem lágrimas

pelas rugas

_meninas dos meus olhos_.


 Não sinto dor.

Não sou sempre flor.

Sinto-me viva no inverno

dos meus quereres por cumprir.

                                                   

 Maripa [publicado num outro inverno...]



 Clarice Lispector/ Reflexão

5 comentários:

  1. Querida amiga Maripa,
    um inverno cheio de saberes e quereres, é uma eterna primavera.
    Tão bom ter tantos desejos por cumprir, o que é a vida sem essa busca constante.
    Lindo e envolvente como sempre. A escolha da citação não podia estar mais perfeita.

    Um enorme e grato beijinho minha amiga.

    ResponderEliminar
  2. Olá, querida amiga Maripa!
    O pensamento final é bárbaro.
    Amo Clarice.
    No inverno da minha vida, lágrimas tatuam meu rosto.
    Lindíssimo e sensível poema!
    Tenha uma nova semana abençoada!
    Beijinhos com carinho de gratidão e estima

    ResponderEliminar
  3. Um poema inspirado e inspirador, minha Amiga.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.