sábado, 31 de outubro de 2009

DIZ-ME SE NA ÁGUA



diz-me se
na água reconheces o rumor
adormecido nos búzios

diz-me se o outono tem
a ver com as algas
com a incerteza das folhas

e se há um sentido oculto
no rodar das estações

diz-me se
toda a imagem é engano
ou filha enjeitada
do fogo

diz-me se é certo
que o tempo
é o único olhar
prolongado nos dias

se a vida é o avesso da vida
e se há morte


José Tolentino de Mendonça

Imagem da Net

10 comentários:

  1. *
    acordados marulhos,
    escuto . . .
    ,
    brisas serenas,
    ,
    *

    ResponderEliminar
  2. O Outono mostra-nos que tudo passa e tudo se renova, que nada é melhor ou pior mas diferente
    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. uma bela escolha de um poeta que admiro muito.

    um beijo

    ResponderEliminar
  4. Olá Maripa

    Belo poema.
    Obrigada pela partilha.

    O Outono vai e volta.

    O da vida não!...

    Bjs.

    Lisa

    ResponderEliminar
  5. Que saudades de aqui vir...voltei, e perdi-me no teu espaço, template novo...e que maravilha! A música linda!!!!
    O poema que escolheste para partilhar connosco...maravilhoso
    Obrigada!
    Beijos de carinho
    Eu e o Mar
    Tu e o Mar

    ResponderEliminar
  6. Querida amiga, aqui parece que o Verão chegou e pra ficar. Ainda esta semana fui ao mar tentar ouvir o rumor dos búzios e do meu coração na águas de Iemanjá. Pedi a sua proteção para que tudo saia como o meu rapaz sonhou...e eu também.

    beijos da amiga que lhe quer muito bem.

    ResponderEliminar
  7. Frias pedras, negro basalto
    Sentinelas do receio à tempestade
    Testemunhas da viajem do tempo
    Cobertas de sal, guardiãs da verdade

    Mas, não há duas reais verdades
    Não há rios que correm para o alto
    Não há amor num coração que mente
    Não há ternura sem viver o momento


    Vem viver a minha cidade inventada


    Doce beijo

    ResponderEliminar
  8. Dizer da beleza do poema que escolheste.
    Obrigada, Maripa!
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  9. Eu passei por acaso nesse doce lugar...
    Como não parar diante da beleza?
    Parabéns ...que lugar encantador.

    Abraço de Leninha.Sol

    ResponderEliminar


"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” disse Antoine de Saint-Exupéry.

Grata pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dar-me um pouco do seu tempo, deixando um pouco de si através da sua mensagem.